Alunos da Instituição Allan Kardec apresentam espetáculo O Canto da Sereia

0
108

 

A Secel – Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, amanheceu em festa nesta sexta-feira, dia 4. Alunos com deficiência atendidos pela Instituição Allan Kardec – Alice Pereira (IAKAP) presentearam os funcionários com uma apresentação cheia de música e alegria com o espetáculo O Canto da Sereia, que aconteceu no auditório do Centro Municipal de Educação e Artes (CEMEAR).

 

instituto-Allan-Kardec (1)
Apresentação aconteceu no auditório do Centro Municipal de Educação e Artes (CEMEAR). Foto: Leonardo Vitull / Secel

 

O secretário da Secel, Alexandre Zeitune, ficou bastante satisfeito com o trabalho apresentado: “Essa é a primeira de muitas ocasiões que vocês nos visitam, porque nosso objetivo é acolher as pessoas e tornar a sociedade mais justa, feliz e fraterna, e por isso tanto a Secel quanto o Cemear estão de portas abertas para acolhê-los”.

 

Fundada em 28 de setembro de 1958, a IAKAP é uma Entidade Beneficente de Assistência Social que atende cerca de 180 crianças e jovens com diversas deficiências, como síndrome de Down, autismo, paralisia cerebral, além de cegos e surdos, entre outros.

 

Ver, fazer e contextualizar

 

Os jovens encenaram o O Canto da Sereia, performance em comemoração ao Festival Folclórico de Parintins, que acontece tradicionalmente no final do mês de junho, no Amazonas.

 

Aparecida Emiko H. Pinto, uma das arte-educadoras da IAKAP, explica que a apresentação é resultado de vasta pesquisa realizada pelos alunos, que abordou, sobretudo, aspectos folclóricos, culturais, naturais e sociais sobre o Amazonas.

 

instituto-Allan-Kardec (2)
O vice-prefeito e secretário da Secel, Alexandre Zeitune acompanhou a apresentação. Foto: Leonardo Vitull / Secel

 

“A proposta triangular, baseada nos estudos da pesquisadora Ana Mae Barbosa, permitiu que essa atividade fizesse sentido para os alunos, garantindo o aprendizado e a participação de todos eles”, resumiu Aparecida. Ela explicou ainda que, para o sucesso da apresentação, os alunos construíram juntos o cenário, objetos de cena e figurinos, utilizando materiais reciclados, mostrando que a arte também pode ser sustentável.

 

A aluna Alice Vitoria Ramos da Silva, de 15 anos, encenou com graça a sereia Iara. Ela conta que foi a primeira vez que participou de uma apresentação artística. “Achei incrível, gostei muito de dançar e de me apresentar num palco assim, tão lindo”.