8 dias sem água

0
557

 

Os moradores da Vila Nova Aeroporto (Região Centro) estão há oito dias sem água. O sistema de rodízio na região é organizado em um dia com e um dia sem água. No dia em que as pessoas podem usar a água, a falta de pressão impede abastecimento nas caixas. A população afirma que o problema começou após o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) abrir um buraco na Rua Padre Claudio Arenal.

 

 

O Saae admitiu o erro e disse que o buraco na rua citada era para “obra de melhoria” da via. Informou, ainda, que foi programada para esta quinta-feira, 29, a instalação de um registro para resolver “em definitivo” o problema na região. “O Saae está acompanhando o problema de perto e realiza as obras necessárias para melhoria do abastecimento”, diz nota.

 

A família (marido e duas filhas) da assistente social Isabel Bergamini é uma das que mais sofrem com o problema, pois a caixa d’água da sua casa fica a dez metros do registro. Durante todos esses dias, está tomando banho de caneca e não cabem mais louças sujas na pia da sua casa. “Há três dias o Saae disse que ia fazer remanejamento de fornecimento, mas até agora nada. Enquanto isso, ficamos no sofrimento sem nenhum pingo d’água”, lamentou.

 

A aposentada Angelina Pereira mora na Rua Maria Inocêncio Oliva Barbosa há quase 30 anos e disse que nunca passou por um “sufoco” desses. “Nem no Nordeste é assim. Quando não tem água lavamos as roupas no rio”, disse. Ela mora apenas com o neto e, por isso, consome pouca água.

 

Moradores da Rua Padre Claudio Arenal, Maria Inocêncio Oliva e Carmo Venditti, se reuniram na quarta-feira, 28, de manhã para discutir quais providências tomariam com relação ao problema.

 

Fonte: Folha Metropolitana