5 mil escolas estaduais de São Paulo terão wi-fi e banda larga

0
1088

 

Todas as 5 mil escolas da rede estadual de ensino de São Paulo serão equipadas com sistema wi-fi e banda larga. A novidade foi anunciada pelo governador Geraldo Alckmin e pelo secretário da Educação do Estado, José Renato Nalini, nesta quinta-feira, 28, durante evento na E.E. Victor Oliva, na zona oeste da capital. A medida faz parte de um novo plano de tecnologia proposto pela Pasta e inclui a doação de 91 mil computadores às escolas, a aquisição de 16.000 notebooks e mudanças no programa Acessa Escola, atendendo mais de 3,7 milhões de alunos do Ensino Fundamental e Médio.

 

Alckmin e o secretário da Educação, José Renato Nalini, posam com alunos da escola Profº Victor Oliva

 

A instalação da internet sem fio terá início nas salas dos professores e de informática. Todas as escolas receberão a novidade até outubro de 2018. A expectativa é instalação em até 500 escolas por mês. As unidades que participam do Escola da Família poderão utilizar a conexão aos fins de semana, em áreas indicadas por cada equipe gestora.

 

O sinal também estará mais rápido. Dois links vão abastecer as escolas: Intragov (do governo estadual e já existente) e Telefônica. O reforço garante a conexão permanente e a possibilidade de distribuir o sinal entre atividades pedagógicas e administrativas. Além disso, a velocidade será ampliada. Importante: o monitoramento e filtro de conteúdo acessado pelos estudantes será mantido.

 

Doação e laboratórios de inovação

 

Os equipamentos doados fazem parte de um contrato de outsourcing firmado com Consórcio Proeducar. Com o fim de convênio, agendado para outubro, a Secretaria acertou a cessão dos aparelhos às escolas, o que representará uma economia anual de R$ 140 milhões ao poder público. Caberá à Secretaria, por sua vez, fazer a manutenção periódica e garantir o uso. Estes computadores foram averiguados pela Secretaria, via Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), que confirmou a vida útil deles por pelo menos mais dois anos. Com a reserva será possível investir na modernização gradual da rede, tornado a rede estadual mais atrativa na aplicação do conteúdo pedagógico.

 

A primeira modernização é a aquisição de kits de notebooks para 400 escolas (40 para cada), totalizando 16.000 máquinas. A ideia é que esses computadores sejam utilizados em sala de aula por professores e alunos, em atividades como provas, pesquisa e apresentação de trabalhos.

 

Acessa Escola

 

As salas do Acessa Escola também passarão por mudanças. Desde 2008, o programa permitiu a inclusão digital de alunos, professores e equipe gestora. Com a evolução da inovação no mundo, o uso das salas precisa ser modernizado. O novo projeto é transformá-las em laboratórios de inovação: ou seja, em espaços de aprendizado de novas tecnologias.

 

Com a ajuda de professores e dos novos recursos, a proposta é que os estudantes entrem em contato com a linguagem, as áreas de atuação e, principalmente, tenham as primeiras experiências.

 

Fonte: Click Guarulhos